23/01/2015 Diretoria do Sinpol-RS é recebida pelo Secretário de Segurança Pública, Wantuir Jaciniphoto

Na manhã desta sexta-feira, 23, a diretoria do Sinpol-RS foi recebida pelo Secretário de Segurança P...

Na manhã desta sexta-feira, 23, a diretoria do Sinpol-RS foi recebida pelo Secretário de Segurança Pública do Estado, Wantuir Jacini, para tratar sobre as demandas da categoria relacionadas aos os itens do Decreto 52.230/2015.

No primeiro encontro com o novo secretário, foram manifestadas as preocupações envolvendo o artigo 2°, do decreto, no que tange ao chamamento imediato dos 661 aprovados no último concurso, almejando a reposição do efetivo policial, defasado há mais de 30 anos. Outra séria preocupação questionada ao titular da pasta foi a possibilidade da suspensão das promoções que deverão ocorrer em 21 de abril deste ano, e por último, foram questionadas a possibilidade da suspensão do pagamento de horas extras, bem como as gratificações garantidas em lei, conforme, por exemplo, está definida na Lei das Promoções Extraordinárias.

O Secretário respondeu, enfaticamente, que deseja muito a convocação dos 661 aprovados. Todavia, alegou que o Estado encontra-se em dificuldade financeira, mas fará todo o esforço possível junto ao núcleo do Governo para que uma solução seja apresentada em meados de abril até o término do decreto, período este em que se terá um panorama real da situação econômica do Estado. Há várias alternativas para atender este pleito e todas estão sendo analisadas.

Outro item abordado foram as promoções atingidas pelo ato legal do Executivo, tendo em vista que inferem de maneira preocupante a carreira do policial civil, já que a tese da meritocracia embasa-se, principalmente, no reconhecimento profissional do servidor. Ora, se isso for interrompido, acarretará desestímulo, afetará a autoestima, prejudicará economicamente a remuneração e, em consequência, poderá acarretar baixa produção dos procedimentos policiais, resultando negativamente na sensação de segurança da sociedade gaúcha.

Neste item, o Secretário Jacini se sensibilizou e se solidarizou, afirmando que “despesas continuadas” referentes à carreira policial não devem ser motivo para suspensão. Todavia, irá adequar a matéria em consonância com o diálogo que irá manter com o Governador José Ivo Sartori. Afirmou também que os processos administrativos e seletivos para as promoções devem continuar sendo praticados normalmente até abril de 2015, quando já deverá haver uma decisão final sobre o caso.

Quanto às gratificações, Wantuir Jacini afirmou que fará todo o empenho possível para estancar a defasagem do efetivo policial, ressaltando a importância da experiência policial no exercício da profissão.

O Secretário ressaltou que em razão de sua longa experiência na área de segurança pública, atuando em oito Estados da Federação, possui uma visão real em termos de segurança pública nacional. Sustentou que é necessária uma política de segurança pública direcionada pelo Governo Federal, garantindo orçamentos vinculados fixos e permanentes para implementar, desenvolver e atender a segurança de fronteiras, dos grandes centros urbanos, do crime organizado (corrupção), recomposição e gestão das policias de um modo geral. Segundo ele, enquanto isso não for implementado, será muito difícil resolver a questão da área no País.

Jacini deixou aberta a possibilidade para uma próxima reunião, com detalhes mais objetivos a serem tratados. Para a presidente do Sinpol-RS, Ilorita Cansan, “o primeiro encontro com o novo Secretário foi esperançoso, tendo em vista que as demandas pleiteadas serão encaminhadas e discutidas diretamente com o Governador Sartori, objetivando resposta, que esperamos que sejam breves”.

Participaram da reunião, pelo Sinpol-RS, a presidente da entidade, Ilorita Cansan, o diretor jurídico, Mário Flanir, o secretário adjunto Paulo Maciel, e os representantes dos candidatos aprovados do concurso, Raquel Souza e Roberto Carvalho, e a assessoria da Secretaria de Segurança Pública.

Fotos: Andressa Pazzini

Postada por Carlos Matsubara