29/04/2015 Anjos de Preto: os policiais que salvam vidasphoto

Um fato que chamou a atenção da mídia nas últimas semanas foi o parto realizado pelos policia...

Um fato que chamou a atenção da mídia nas últimas semanas foi o parto realizado pelos policiais civis do Grupo de Operações Especiais, Israel Davidson Leite e Paulo Roberto Prates, no dia 19 de abril, um domingo, em plena Avenida João Pessoa, em Porto Alegre.

Os agentes seguiam para o Hospital de Pronto Socorro (HPS), para realizar uma custódia, quando foram abordados por um casal em outro carro e se depararam com a situação de risco. O casal levava a neta, Priscila Espíndola dos Santos, que estava em trabalho de parto, para o Hospital Santa Casa. “Em toda a nossa vida de policiais nós nunca tínhamos passado por uma situação dessas. Quando vi que ela estava em trabalho de parto, percebi que o cordão umbilical estava enrolado no pescoço da criança e já estava ficando roxa”, disse Israel, que numa atitude ágil, com a ajuda do colega Prates, que acalmou os familiares, conseguiu liberar o cordão e salvar a vida da criança. “Quando dei um tapinha e ela chorou, voltando à cor normal da pele, nos sentimos aliviados e com dever cumprido”, lembrou o agente.

Para Prates, manter a calma e ao mesmo tempo a agilidade nos procedimentos foi fundamental para salvar o bebê. “Em 33 anos de policial foi a primeira vez que me deparei com uma situação assim. Tivemos o instinto de salvar a criança, mas não tínhamos nenhum conhecimento. Nessa hora, manter a calma foi muito importante”.

Depois de salvar Pietra Eduarda, como será batizada a criança, mãe e filha foram encaminhadas para o HPS, para fazer o corte do cordão umbilical, e logo após para o Hospital Materno Infantil Presidente Vargas.

Dando continuidade à boa ação, agentes arrecadaram doações para a família

Na mesma semana do ocorrido, os agentes Israel e Prates iniciaram uma campanha nas redes sociais para arrecadar doações para a recém-nascida, como roupinhas e fraldas. Na última sexta-feira, dia 24 de abril, um grupo formado por policiais, aprovados do concurso da Polícia Civil e pessoas comovidas com a história da pequena Pietra foram até a na zona sul de Porto Alegre levar as doações para a família.

Os agentes ainda recebem doações, principalmente de fraldas, na sede do GOE, no Palácio da Polícia.

Sinpol-RS parabeniza a ação dos colegas

A direção do Sinpol-RS parabeniza a eficiência, a coragem e o discernimento dos colegas Israel e Prates em um momento nobre e ao mesmo tempo difícil como este, em que a vida da criança estava em risco. Os policiais demonstraram a grandeza e a frieza necessárias para resolver a situação. O fato, entre tantos já ocorridos com outros colegas policiais, evidencia a doação daqueles que trabalham direta e diariamente com a violência, mas que também ajudam a trazer vidas. Ser policial civil é estar exposto 24 horas por dia, a qualquer tipo de situação.

Mesmo sem o devido treinamento para este tipo de ocorrência, os colegas se disponibilizaram e se mostraram preparados para atender o pedido de ajuda.

O Sinpol-RS eleva a atitude dos policiais Israel Davidson Leite e Paulo Roberto Prates perante à Instituição.

A Band TV acompanhou a entrega de doações à família de Pietra. Confira o vídeo AQUI.

Foto de capa: Arquivo Pessoal

Fotos da matéria: Andressa Pazzini

Postada por Carlos Matsubara