02/10/2019 Sinpol-RS realiza primeira reunião de Diretoria photo

Ocorreu no dia 01 de outubro, a primeira reunião da nova Diretoria do Sinpol-RS, gestão 2020-2022, conduzida pelo presidente Mario Flanir Martins, para planejamento de ações para os próximos meses. 


Ocorreu no dia 01 de outubro, a primeira reunião da nova Diretoria do Sinpol-RS, gestão 2020-2022, conduzida pelo presidente Mario Flanir Martins, para planejamento de ações para os próximos meses. 
A pós ampla discussão ocorrida com a presença de praticamente toda Diretoria foram delineados alguns planejamentos iniciais de atuação da entidade, como por exemplo, programação de visitas a diversas autoridades da Secretaria de Segurança Pública, Poder Judiciário, Ministério Público e o Parlamento gaúcho.

Também foi debatido o atraso de salários desde o início do governo Eduardo Leite, cuja ação está deixando a categoria insatisfeita, apreensiva e tensa. Foi deliberado que serão tomadas medidas de reivindicação perante os órgãos do Executivo e Judiciário. Ainda foi abordada a permanente falta de efetivo da Polícia Civil que torna a segurança pública prestada a sociedade gaúcha insatisfatória.

“Para tanto, urge que os governos apresentem um sistema de segurança pública desenvolvido para o Estado, de forma perene e continuada”,  disse o presidente do Sinpol-RS, Mario Flanir.

Em nível federal o Sinpol-RS está acompanhando os fatos da PEC 06 da Previdência, a qual pretende retirar conquistas dos servidores da Segurança Pública, no item da aposentadoria especial ou diferenciada, retirando nossa paridade, integralidade, aumento de alíquotas progressivas previdenciárias (aposentados), diminuição da aposentadoria para os familiares de policiais que venham a falecer e pensões, que tramitam no Senado Federal. 

A Diretoria do Sinpol-RS repudia veementemente estas mudanças pretendidas pelo Governo Federal, cujo diálogo e negociação jamais foram objetos de compreensão do governo Bolsonaro e de suas equipes econômica e política.

“Por fim, a nova Direção do Sinpol-RS conclama a todos os servidores policiais que fiquem atentos para as tentativas de aplicação das novas regras previdenciárias em nosso Estado, as quais se forem perniciosas a categoria exigirá uma forte mobilização dos policiais, esta é nossa mensagem inicial”, afirmou o presidente do Sinpol-RS.

Postada por Carlos Matsubara