02/04/2019 Operação combate grupo suspeito de simular acidentes, furtos e roubos de veículosphoto

São cumpridos seis mandados de prisão temporária e 16 mandados de busca e apreensão


A Polícia Civil realiza operação em oito cidades gaúchas, na manhã desta terça-feira (2), contra um grupo suspeito de simular ocorrências policiais para ganhar dinheiro. São cumpridos seis mandados de prisão temporária e 16 de busca e apreensão em Porto Alegre, Canoas, Viamão, Alvorada, Cachoeirinha, Gravataí, Capão da Canoa e Eldorado do Sul.

A ofensiva é a segunda fase da Operação Barão, que prendeu mais de 30 pessoas no ano passado – à época, a investigação apontou que o grupo lucrava até R$ 800 mil por mês. Agora, a polícia mira 34 pessoas que seriam laranjas do esquema – elas venderiam os próprios nomes para forjar os registros públicos.

Segundo o delegado Marco Antônio Guns, da Delegacia de Roubos de Veículos, o grupo é suspeito de alugar carros e simular ocorrências como acidentes, furtos ou roubos.

— Eram crimes que nunca existiram. Os carros eram depenados, e as peças, revendidas. Assim, eles ganhavam dinheiro — disse.

Até as 8h desta terça, três pessoas já haviam sido presas preventivamente na Capital – os nomes delas não foram divulgados. As prisões temporárias têm prazo de cinco dias para que, neste período, a polícia possa buscar mais provas.

FONTE: GaúchaZH
FOTO: Polícia Civil / Divulgação

Postada por Mariana Weber